Capítulo: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42

0:00
0:00

Capítulo 18

Então, respondeu Bildade, o suíta, e disse:
2 Até quando usareis artifícios em vez de palavras? Considerai bem, e, então, falaremos.
3 Por que somos tratados como animais, e como imundos aos vossos olhos?
4 Ó tu, que despedaças a tua alma na tua ira, será a terra deixada por tua causa? Remover-se-ão as rochas do seu lugar?
5 Na verdade, a luz dos ímpios se apagará, e a faísca do seu lar não resplandecerá.
6 A luz se escurecerá nas suas tendas, e sua lâmpada sobre ele se apagará.
7 Os seus passos firmes se estreitarão, e o seu próprio conselho o derribará.
8 Porque por seus próprios pés é lançado na rede e andará nos fios enredados.
9 O laço o apanhará pelo calcanhar, e prevalecerá contra ele o salteador.
10 Está escondida debaixo da terra uma corda; e uma armadilha, na vereda.
11 Os assombros o espantarão em redor e o farão correr de uma parte para a outra, por onde quer que apresse os passos.
12 O seu poder será faminto, e a destruição está pronta ao seu lado.
13 Ela devorará os membros do seu corpo; sim, o primogênito da morte devorará os seus membros.
14 Será arrancado da sua tenda, onde estava confiado, e será levado ao rei dos terrores.
15 Morará na sua tenda aquele que nada lhe era; espalhar-se -á enxofre sobre a sua habitação.
16 Por baixo, se secarão as suas raízes, e, por cima, serão cortados os seus ramos.
17 A sua memória perecerá na terra, e pelas praças não terá nome.
18 Da luz o lançarão nas trevas e afugentá-lo-ão do mundo.
19 Não terá filho nem neto entre o seu povo, e resto nenhum dele ficará nas suas moradas.
20 Do seu dia se espantarão os vindouros, e os antigos serão sobressaltados de horror.
21 Tais são, na verdade, as moradas do perverso, e este é o lugar do que não conhece a Deus.